/> Πρωτεύς: Canção de adeus

1 de outubro de 2010

Canção de adeus

Se um dia o tempo, pretor dos famintos,
Pousar sobre a vista turva que os dias
Cinzas de outono ou a derradeira chuva
Do verão encobre, corra até o jardim.
A lua estará como a deixamos: muda;