/> Πρωτεύς: (Des)enlaços VII

1 de abril de 2011

(Des)enlaços VII

Cezanne. Le ruisseau affiche
Outra vez o outono fere:
O breve outono dos trópicos...

E a proximidade do corpo fere:
Teus lábios vazios de desejo.

Rastro!
Vestígio!
Memória!

Esbarro na voz
Que em silêncio pesa
A sorte da palavra não-dita
Na epifania do sublime,
Ou na certeza da miséria.

Recolho o que o passo recobre,
Asseio o busto dos mortos,
Traduzo fantasmas em rimas...
Pobres, pois a pena tenho ainda
Por diante.

***
(Des)enlaços:

I - II - III - IV - V - VI

6 comentários :

Gabriel Pires disse...

Caramba, muito bom.
Você escreve muito bem.
Parabéns pelos posts e pelo blog.
Abraços,
Depois dê uma olhada no meu blog: www.cotidianoduplex.blogspot.com

Luís Sansone disse...

Putz!!!Acabei de seguir teu blog,achei lá pela comu do orkut BLOGS.
Agora já nem sei se coloco meu blog aki!!!Cara tu escreve demais hehe,bom irei colocar assim mesmo,até porque n escrevo poesias e sim mais relatos.
O visual do teu blog é sensacional e voltarei mais vezes,abraços.


http://lusansone.blogspot.com/

Lucius disse...

Obrigado pela visita, amigos. Vou dar uma olhada no trabalho de vocês com certeza

Sobrenada disse...

lindo, como sempre...

Van disse...

Obrigada por sua visita, lindos seus poemas e seu blog.

O estou seguindo, se quiser me seguir também será um prazer

Getulio disse...

Nós é que agradecemos a visita. Seguiremos teu trabalho, Van. Abraço