/> Πρωτεύς: Des-ilusão

18 de maio de 2011

Des-ilusão

Goya. El sueno de la razon produce monstruos. 1897-98
Eu...
Que acreditei ser de tudo feito,
— De tudo o feito, per-feito —
Vi ao redor e si brotar os terrenos:
Era o centro e não mais?

Descreio,
Caio:
Sombra por sobre a madrugada
Apagando-se;
Estrela da manhã, sobre a manhã
Apagando-me.

Não brotaram rosas por meus olhos;
Brotaram sim, mas assim: sem porquê.

3 comentários :

Lucas disse...

Bueno, Muito bom!

Lucas disse...

Ah! Aproveito para fazer propaganda de um blog que participo:

http://indeficiens.blogspot.com/

P.S.:Gostei do seu blog. Despois procurarei um tradutor de alemão que preste. Gostei da rádio.

Lucius disse...

Obrigado pela visita, Lucas. Acompanharemos seu trabalho também.